Gatos & Companhia

Gatos | Gatinhos | Gatões

‘Saúde dos Gatos’

Doenças de Gatos

As vacinas de gatos são bem menos conhecidas que as de cães, mas também são importantes para manter a saúde de seu felino. As doenças que as vacinas protegem são as seguintes:

Panleucopenia Felina:
É extremamente contagiosa. Suas principais características são febre, perda de apetite, vómitos e diarreia. O vómito e a diarreia podem vir juntos ou separados e podem ser bastante graves; a diarreia pode ser com sangue e o animal fica muito desidratado rapidamente. Os vírus são eliminados pelas fezes dos animais doentes e o contacto se dá pelo contacto directo do animal com fezes, gaiolas infectadas, roupas, animais doentes, etc. A Panleucopenia Felina é mortal, principalmente em filhotes.

Rinotraqueíte Felina

É uma enfermidade respiratória altamente contagiosa. Caracteriza-se por espirros, perda de apetite, febre e inflamação nos olhos dos gatos. Com a evolução da doença, observa-se corrimentos oculares e nasais. O animal pode chegar a ter pneumonia. O quadro pode persistir por até 3 semanas, levando o animal a perda de peso, desidratação e até a morte. A transmissão se dá principalmente pelo contacto entre animais sadios e os doentes.

Calicivirose Felina

É outra séria infecção respiratória dos gatos. Os sinais da infecção são febre, falta de apetite, e corrimento nasal, mas gatos infectados também podem apresentar úlceras na língua.

Clamidiose Felina

Também uma infecção respiratória, que afecta mais os olhos do animal, causando conjuntivite e rinite. Ela é uma zoonose e isso significa que humanos também podem se infectar com essa doença. Muito contagiosa, é rapidamente transmitida de um animal para outro, ou por contacto com materiais ou objectos contaminados. Os animais infectados piscam excessivamente, tem corrimento nasal e ocular, olhos vermelhos, espirros e tosse. O corrimento ocular pode ser aquoso ou purulento e os sintomas podem durar mais de um mês. Metade dos gatos infectados sofrem recaídas 10 a 14 dias depois de uma aparente recuperação, com sintomas leves que podem durar de duas a quatro semanas. Os animais que se recuperam podem manifestar a doença sempre que tiverem uma queda de resistência. A vacinação não oferece completa protecção, mas reduz muito a gravidade e a frequência das infecções.

Leucemia Felina

É uma doença viral que pode se apresentar de diversas formas. Ela pode se apresentar como leucemia ou junto com outras doenças graves de gatos, sendo que nesses casos geralmente o animal não resiste.

Raiva

Doença viral muito séria , que afecta animais de sangue quente, incluindo o homem. O animal ou pessoa que contrai a doença e chega a manifestar os sintomas invariavelmente morrem. O vírus ataca o sistema nervoso do animal, levando-o a alterações de comportamento como fúria, ou calma excessiva, olhos fixos e inexpressivos, salivação excessiva e aberrações do apetite, podendo também ocorrer paralisia.
O principal transmissor da raiva no meio urbano é o cão, embora o gato também o faça. A transmissão do vírus se dá através de mordidas (saliva).
O animal, ao ser vacinado, de preferência deve estar com sua saúde estável, com uma alimentação correcta e livre de parasitas intestinais. E não deve sair para a rua ou para passear enquanto não estiver com todo esquema de vacinação completo.

Os Dentes dos Gatos

Os dentes de leite começam a nascer por volta de 2 semanas de idade. Com 30 dias todos eles já irromperam, com excepção do primeiro pré-molar superior, que irrompe com 45 dias de idade.

Os dentes permanentes começam a irromper por volta dos 5 meses de idade. Quando começa a troca do primeiro dente, surge o primeiro pré-molar superior.

A dentição é uma boa forma de calcularmos a idade de um filhote, quando não sabemos a data do seu nascimento.

Escovar os dentes de um gato não será tarefa fácil, é provável que necessite da ajuda de outra pessoa. Mas vale a pena. Procure contê-lo usando um colar, feito com uma toalha de rosto enrolada.
Escove os dentes do gato 1 vez por semana.

Utilize escova de dente de cabeça bem pequena e pasta de dente especial para ele, vendida em lojas de animais.

Olhos e Orelhas dos Gatos

A cera dos ouvidos pode ser removida com cotonetes, com cuidado.

Isso deve ser feito 1 vez por mês.

No canto dos olhos, próximo ao nariz, ocorre uma formação dura, que pode ser retirada com cuidado com soro fisiológico levemente morno.

A Escovação do Pêlo

A escovação do pêlo do seu gato é muito importante, evita a formação de bolas de pêlo no estômago.
Comece a escovar o pêlo dele quando ele ainda for bebé, para que ele acostume.

Se o gato for de pêlo curto, não necessitam de tanto cuidado, mas também devem ser penteados e escovados, e depois humedeça um pedaço de tecido e passe pelo seu pelo.

Os gatos de pêlo longo devem ser escovados de preferência 2 vezes ao dia, por cerca de 5 minutos. Use pente de metal com dentes largos e escova de cerdas duras, assim ele ficará macio quando você terminar.

Certifique-se que desembaraçou bem os pêlos do seu gato, ou ele ficará com um emaranhado impossível de desfazer, só sendo cortado. Penteie o gato por inteiro, não se esquecendo do abdómen e áreas em baixo das pernas.
Existem pentes e escovas especiais para o seu gato, em lojas de animais.

Banhos

Normalmente não há necessidade de dar banho no seu gato.

Os gatos são muito eficazes quando se trata da sua higiene pessoal, e para a maioria dos gatos, esse é o único método de limpeza que necessitam.

A língua dos gatos é semelhante a uma lixa, funcionando como uma escova na limpeza do pelo.

Método para dar banho no seu gato:

-Primeiro prepare tudo: água morna; bacia ou pia que irá usar; toalha de banho ou tapete de borracha no fundo da pia ou bacia, para que o gato possa se segurar nela com as unhas e se sentir mais seguro; sabonete próprio para gatos (sabonetes humanos secam demasiado a pele do gato); toalha bem felpuda para secá-lo e dependendo do gato, você poderá depois da toalha usar secador, mas a maioria dos gatos não gosta do barulho e ficam muito nervosos.

-Encha a bacia ou pia com água antes de colocar o gato dentro, para que ele não se assuste com o barulho da água.

-Ter as unhas do gato aparadas antes do banho, para evitar ser arranhado pelo seu gato.