Gatos & Companhia

Gatos | Gatinhos | Gatões

Agressividade dos Gatos em Filhotes

A agressividade nos filhotes, geralmente é sob a forma de “brincar”.
Essa agressividade, normalmente, é dirigida para os pais e irmãos de ninhada.
Se o gatinho morde com força, ele irá receber a mesma mordida de volta, e os irmãos podem parar de brincar com ele, como forma de punição.
A brincadeira dos filhotes, é também como um treino para caça, envolvendo ataques surpresas. Na vida selvagem, saber caçar significa sobreviver.
Os ataques dos filhotes envolvem morder e arranhar.
Se seu gato se excede nas brincadeiras de brigar com você, antecipe seus movimentos preparatórios para o ataque e impeça-o, como por exemplo, brincando com algo que faça barulho. Ele será surpreendido e se assustará, cancelando o ataque.
Não dê atenção a ele por algum tempo, até ele se acalmar. Ele irá aprender a brincar da forma mais adequada.
Não lhe dê azo a brincar mordendo as suas mãos, ou atacar suas roupas e atacadores dos sapatos. Tenha brinquedos próprios para ele.
Brinque sempre com seu gato, use brinquedos com movimento, exercite-o. Assim ele irá dar vazão ao seu instinto de caça sem atacar seus pés e tornozelos.

Gatos que ficam agressivos quando idosos:
Se um gato demonstra comportamento agressivo sem nunca tê-lo sido no passado, é bom examiná-lo para detectar alguma doença, mesmo que o gato não mostre nenhuns sinais.

Agressividade entre gatos
Não ocorre por disputa de dominância, como nos cães, mas por disputa de território.
A disputa entre gatos pode ser territorial, agressividade ou medo. Também pode ser “brincar de lutar”, como ocorre com os filhotes.
A maior parte dos gatos só estabelece seu território por volta dos 2 anos. Esse tipo de comportamento é problemático para animais que vivem juntos dentro de casa.
A agressão entre os gatos é um problema sério, algumas vezes insolúvel, tendo o dono que manter os animais em sítios separados todo o tempo.
O uso de tranquilizantes é recomendado para o gato que é agredido. Quando o gato reage com muito nervosismo, se arrepia e foge correndo do agressor, estimula a agressividade deste. Neste caso consulte sempre o seu veterinário, nunca auto-medicando.

Add A Comment